sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Ciúmes

Este é um tema delicado.Eu acredito que ter ciúmes é algo normal e necessário quando se gosta de alguém.

Um pouco de sensação de egoísmo, é verdade. Porque queremos a atenção da pessoa, porque não queremos dividir. E porque isso acontece?

Pelo fato de que a pessoa nos faz bem, por gostarmos da companhia, das atitudes e afins.

O problema acontece quando esse ciúme vira posse. Ou quando se mistura a insegurança.

Querer estar com uma pessoa querida é normal, mas começar a cercar amizades, impedir que a pessoa faça coisas que gosta, se vista como prefere é o caminho para que o ciúmes se torne prejudicial e provavelmente esta pessoa saia de nossa vida.

Só que não podemos “obrigar” ninguém a ficar conosco. E se algo acontece, temos que pensar que aquela pessoa, por algum motivo, está na nossa vida e foi assim porque ela quis, não porque foi forçada. Esperar que atitudes de ciúme, de controle, de posse façam com que a pessoa ande “na linha” é besteira.

Até porque isso só seria possível se passássemos 24 horas ao lado de alguém. Como isso não é possível, a pessoa, se quiser, irá fazer algo que tememos.

Temos que confiar em nós mesmos e aceitar que ambos possuem suas próprias vidas. Ao invés de demonstrar um ciúme excessivo, que tal demonstrar formas de carinho, mostrar que a pessoa é importante?

Nenhum comentário:

Postagens populares