sábado, 6 de novembro de 2010

Amor não se explica

Amor é um sentimento irracional. Não se explica nem se deve tentar explicar com palavras, com idéias lógicas.

Sem nos dar conta, começamos a ver outra pessoa com outros olhos. Sensações confusas, vontades diferentes.

O amor não é cego. Ele emite várias sensações, fazendo com que todos os sentidos se misturem. Deixamos de ser racionais. Agimos com a emoção.

E isso não pode ser considerado algo ruim.

O lado racional aparece quando o amor acaba, ou a relação não dá certo. Pensamos que a pessoa não tinha nada em comum, pensamos nos problemas, nas diferenças, achamos formas que tentem justificar, achar a “culpa” para que possamos ficar melhor.

Esqueçam isso. Amor é para ser vivido. Quando acontece, precisa ser curtido, não devemos perder tempo pensando no porque amamos alguém.

Apenas nos focar em tudo de bom que acontece. Em tudo que a pessoa amada nos proporciona e fazer nosso melhor para essa relação dure o máximo de tempo.

Da mesma forma, temos que entender quando o amor só acontece de um lado. Quando amamos ou quando somos amados, mas não acontece ao mesmo tempo.

Amar também envolve deixar a pessoa amada ir. Querer abdicar da nossa felicidade em prol da pessoa amada. Quer coisa mais irracional que isso? Colocar o bem estar de outra pessoa na frente do nosso próprio? Torcer para que a pessoa amada esteja bem, mesmo que isso signifique que ela vai ficar longe de nós?

O amor dói. O amor nos dá força.
O amor nos magoa. O amor nos faz imensamente feliz.
O amor passa a sensação de que não somos capazes de nada. O amor nos faz achar que podemos fazer qualquer coisa.

Por tudo que pode acontecer, por tudo que o amor nos proporciona, tanto de bom como de ruim, devemos acreditar nele. Não devemos desistir dele.

Acredite no amor, acredite que é possível amar e ser amado.

Não desista do seu amor. Lute se achar que vale a pena. Não desista de alguém se achar que aquela pessoa é a que vai te fazer feliz. Se aquela pessoa te ama de forma incondicional, sem julgamentos, sem criticas, sempre te apoiando. Se esta pessoa também te ama da mesma forma.

Mas também saiba fugir de lutas improváveis. Não se deixe levar por falsas promessas, por palavras enganosas de pessoas que possuem outros interesses e que não querem o mesmo que você.

Não há nada de errado em sofrer por amor, em chorar por amor. Também não é errado desistir de alguém se esta pessoa só nos faz sofrer. Mas o amor é algo tão forte, tão puro e sincero, tão intenso e raro que quando acontece, devemos fazer de tudo ao nosso alcance para que ele seja possível.

Nem que depois tenhamos que conviver com lágrimas. Mas essas lágrimas terão um poder cicatrizante. Pois nos mostrarão que fizemos tudo ao nosso alcance, ao invés de pensar no que poderíamos ter feito, no que poderia ser diferente.

Amor é para ser vivido. Amor é para ser sentido. Amar não é uma ciência lógica, não pode ser explicado. E essa é a magia dele. Quando amamos, deixamos de ser apenas seres humanos. Arrisco dizer que quando amamos, entramos num outro nível de percepção, acionamos partes de nosso corpo, de nosso cérebro, de nossos sentimentos que normalmente não são utilizadas.

Saiba viver o amor. Saiba respeitar este sentimento. Afinal, o amor apenas pede isso. Respeito e ser vivido.

Um comentário:

carina disse...

nossaaa ameiii <3

Postagens populares