terça-feira, 12 de abril de 2011

Tranquilidade....

Não posso dizer que estou em um momento extremamente feliz. Do fim do ano passado até agora, passando por relacionamentos, problemas em casa, finanças, trabalho e cirurgia foram várias provações.

A recuperação é lenta. Em alguns momentos a impressão que não vou poder voltar a tudo que fazia antes. O receio com alguns movimentos é presente. Algo a se lidar, encarar de frente.

Algumas metas que tinha definido no começo do ano já não aconteceram no prazo ou nem aconteceram. Outras que dependem de outros fatores foram postergadas. Talvez nem aconteçam neste ano.

Não me encontro num estado que se possa dizer "feliz". Seria mentir para mim mesmo. Mas a cirurgia tem seu lado bom. Passar por dificuldades faz com que possamos acreditar em nossa força. Pensar em como eu estava a pouco mais de um mês atrás e como estou agora é uma conquista.

Ontem indo para a fisioterapia passei por uma situação que me ajudou a entender meu momento. Descendo da condução, o sol fazendo-se presente, mas uma garoa, leve e refrescante. Andei ainda mais lentamente e acabei olhando para cima. A visão de um arco-íris brilhando no céu.

Senti uma sensação boa. De paz, de tranqüilidade.

Problemas sempre vão existir. Obstáculos sempre vão surgir ao longo da vida. Estou frustrado por não ter cumprido algumas metas, mas é por realmente não ter como resolve-las no momento.

Mas ando praticando algumas idéias que comento com vocês, entre elas a que diz respeito sobre corrigir o que faço de errado para poder fazer as coisas certas. Talvez seja isso que tenha adiado alguns planos. A necessidade de resolver problemas que faziam parte da minha vida, mas eram ignorados.

Creio que passei por um momento de tempestade, conturbado. Um momento claramente que ainda tem pendências, mas que parece rumar para uma solução para que eu possa entrar de vez em um momento de paz e então poder sentir a sensação de estar feliz, pleno.

Nenhum comentário:

Postagens populares