sexta-feira, 23 de julho de 2010

Confuso

Hoje é assim que me sinto. Fui obrigado a tomar algumas decisões para minha vida, muitas delas que não foram fáceis em vários aspectos da minha vida.

Não me arrependo. Algumas delas mostraram-se extremamente válidas e benéficas para minha vida. Mas para “ajudar” aconteceram outras coisas ao longo deste mês que estão me pressionando, que preciso decidir.

Algumas são teoricamente mais fáceis de decidir, porque envolvem aspectos profissionais, que estou com um respaldo e principalmente que não preciso resolver sozinho.

Mas na vida pessoal estou me vendo em um momento confuso. Sentimentos, sensações, desejos e vontades conflitantes. Nada muito claro. Sentimentos que se misturam, que se confundem, que não se encontram claros. Carinho, paixão, amor, rancor, indiferença e outros estão se misturando e atrapalhando algumas decisões mais claras. Principalmente porque estas decisões não envolvem apenas a minha pessoa ou porque não posso tomar esta decisão agora. É difícil não poder tomar uma decisão porque estamos pensando em outra pessoa, no momento que ela vive, pelos problemas que ela está passando.

Ter carinho por alguém, gostar de alguém, algumas vezes nos obriga a não querer resolver nossos conflitos, a não tomar decisões para poder respeitar esta pessoa, para poder dar tempo a esta pessoa, para não a pressionar.

Só que isso não é fácil. Hoje me sinto extremamente carente. Em muitos momentos me sinto sozinho. E em várias situações me deparo pensando que talvez seja melhor ficar sozinho. Que dificilmente alguém irá entender a forma como eu sou, tanto nos defeitos como também nas qualidades, na forma como eu sou, na forma como eu ajo. E que talvez quem me entenda não possa estar comigo, por motivos que fogem do meu controle. Por motivos os quais nada posso fazer.

Um comentário:

Claudia disse...

Flávio, pensa assim: você não é o único a estar confuso. Admiro como se expõe, e os seus sentimentos são dignos de qualquer ser humano! É uma fase, necessária para sua organização sentimental. converse com seu coração...eu sempre faço isso.. antes eu não entendia o que o coração queria dizer. Mas quando estamos amadurecidos e experimentamos mais e mais outras vivências aprendemos a ouvi-lo. Hoje escuto o meu coração e sigo a minha intuição. Nunca deixe de arriscar, ouse o mundo é todo seu.

Beijos e zoukarinho pra você.

Clau

Postagens populares