domingo, 29 de abril de 2012

Coração em obras

Já faz algum tempo que não sei o que é estar apaixonado de forma plena.

Sensação de ciúmes, beijar sorrindo, ficar feliz ao receber uma mensagem, brilho no olhar, sentir-se querido por pequenos mimos, agrados. Por saber que alguém se preocupou conosco e quis nos agradar.

Isso já aconteceu algumas vezes desde meu último relacionamento.

Envolvimentos rápidos, envolvimentos duradouros. Relações claras para ambos, relações confusas para ambos.

Relações onde meu coração estava apaixonado. Relações que em alguns momentos geraram dúvidas sobre estar amando novamente.

Momentos onde precisei ser ruim, rude. Justamente para não magoar alguém, para não deixar que alguém confundisse sentimentos. Para evitar que acontecesse um amor apenas de um dos lados.

Oportunidades que aparecem e que mexem com a minha cabeça. Que aparecem junto com oportunidades que aparecem na minha vida profissional.

Sem saber, percebo que podem existir situações onde eu esteja me "sabotando". Colocando desculpas sobre o que faço, sobre minha rotina, sobre a dificuldade que uma namorada teria que encarar para estar comigo. E confesso que me surpreendo muitas vezes ao encontrar algumas mulheres que encarariam numa boa este "desafio".

Apesar de poucos romances sérios, passei por muitas experiências e uma das coisas que consegui foi auto-conhecimento. E por mais especiais que cada uma seja, falta algo. Falta sentir algo diferente.

Falta que alguma descubra não como fazer meu coração bater mais forte. Não como mexer com meus sentidos, com meu desejo e com minhas vontades, mas sim que esteja na minha vida de uma forma tão plena que nenhum dos meus sentidos seja necessário ou até mesmo que meu coração não precise mais bater se ela não estiver ao meu lado....

Alguém que saiba como consertar meu coração. Não para que ele seja perfeito, mas para que a veia responsável pelo amor, da forma mais pura e intensa possa se fazer presente novamente...

Nenhum comentário:

Postagens populares