sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Um segundo pode ser tempo demais

Vejo as pessoas com tantas incertezas em suas atitudes. Com medo de fazer algo pensando no que os outros vão julgar, achar.

Só que se esquecem do quanto a vida é curta. Passageira. De quantas "peças" ela nos prega. Alguém que julgamos importante e achamos que vai estar para sempre ao nosso lado, pode, de uma hora para outra, deixar de fazer parte da nossa vida, sem chance de retorno.

Podemos estar afastados de alguém por um motivo besta. Por uma briga, discussão, ciúmes ou qualquer coisa do gênero. E podemos nunca mais ter contato com esta pessoa. Perder oportunidades que poderíamos ter por conta desta pessoa ou com esta pessoa.

Ou então, podemos nos afastar e por orgulho não tentar a reaproximação com pessoas próximas. E em um momento de necessidade, não ter quem possa nos ajudar, nos socorrer.

Viva a vida intensamente. Faça o que acha certo. Faça o que acha que correto. Não tenha medo ou orgulho de voltar atrás em suas decisões se a vida te mostrar que está errado.

Não espere pela reação da outra pessoa. Não tenha medo de expor sentimentos. Permita-se fazer loucuras. Agir por instinto. Sem esperar nada em troca, sem esperar uma reação.

Faça as coisas para que você sinta-se em paz consigo mesmo. Para que seus pensamentos sejam tranquilos, e que você saiba que fez o possível, fez o que estava ao seu alcance.

Porque sempre teremos situações onde as coisas não irão acontecer por conta de fatores que vão fugir do nosso alcance. Algumas vezes por conta de outras pessoas.

Mas a maior dor que podemos ter é do arrependimento. De deixar de fazer algo, de tentar mudar, ou mesmo de dizer algo a alguém querido.

E nessa hora, um segundo que passou pode ser tempo demais......

Nenhum comentário:

Postagens populares