sexta-feira, 6 de junho de 2014

Procurando ser direto

Se continuar fazendo tudo da mesma forma, os resultados vão ser sempre os mesmos.

Então não é demérito mudar de opinião, rever conceitos.

Confesso que me incomodo um pouco com a necessidade de expor sentimentos privados para o público.

Declarações apaixonadas , palavras intensas. Sentimentos bons e sinceros, mas que poderiam ser expressados de outras formas.

Gosto de escrever, gosto de inspirar, de fazer refletir. E muitas vezes escrevo de uma forma "genérica", principalmente quando falo de amor, de sonhos, de fantasias. Nem sempre falo de uma situação real, já vivenciada ou me referindo a uma pessoa em específico.

Claro, existem textos que são inspirados e a pessoa que serviu de inspiração consegue se "enxergar" facilmente nas palavras.

Não se trata de "esconder" um sentimento, de negar que gostou ou não de alguém, do que sinto por esta pessoa. Mas acredito que através de uma mensagem privada, um sms ou um telefonema é possível ter mais liberdades, expressar de forma mais detalhada.

Tanto que de alguns tempos para cá mudei minha postura até relacionado a pessoas que celebram seu aniversário e que fico sabendo apenas através de redes sociais. "Amigos virtuais" que muitas vezes não troquei mais que 10 palavras.

Apenas escrever uma mensagem no mural de "Parabéns" apenas para cumprir um protocolo. Qual o "impacto" disso. Qual o sentimento?

Por isso venho tentando ser direto, dizer o que penso, o que sinto, mas apenas para quem realmente quero. Apenas para quem realmente precisa saber.

Se estou certo em agir assim?Que o tempo se encarregue de dizer....

Nenhum comentário:

Postagens populares