quinta-feira, 26 de junho de 2014

Diversidade e respeito

O trabalho como DJ faz com que eu seja uma pessoa "pública". Conviver com os amigos e conhecidos da pessoa "física", mas também com pessoas que gostam do trabalho do "DJ Poeta".

Em minhas redes sociais tenho muitas pessoas com as quais nunca conversei por mais que uma hora (às vezes nem isso). Muitos que me adicionam para saber onde vou estar discotecando, saber da minha agenda.

Mesmo com minha página oficial no Facebook, o contato mais "prático" acaba sendo pelo meu perfil pessoal. A não ser que seja um perfil falso ou alguém que eu sei que pode me prejudicar, aceito a amizade sem restrições.

Mas onde quero chegar com isso? Bem, neste círculo de amizades e "amizades" existem pessoas.

Preferências, crenças, cor de pele? Cada um tem sua vida. Cada um faz (ou deveria fazer) o que acha certo, o que lhe faz bem.

Não preciso ter orgulho ou ter vergonha de alguém pelo que esta pessoa faz, gosta, pensa. 

Tenho minhas convicções, meus gostos, minha forma de agir. E sei que em alguns momentos pessoas podem não concordar, não aceitar. Como eu também posso discordar, criticar.

Só que penso em respeitar. Entender que existe a diversidade em vários sentidos.

Julgamentos são delicados. Não importa o tipo. 

E não acredito em impor vontades, pensamentos e crenças. Válido sim, expor, dar argumentos e até de certa forma "convencer", mas respeitando a liberdade de escolha, a liberdade de expressão.

Nenhum comentário:

Postagens populares