segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Um beijo


Desejo, quero e preciso.

Mas não falo de um beijo qualquer. Não um beijo sem sentimento. Beijar por beijar.

Minha boca anseia por tocar lábios macios. Do tipo que envolva.

Mas não quero uma boca se uma pessoa sem sentimentos.

Quero um beijo envolvente. Que comece com a troca de olhares, os sorrisos e a proximidade.

Com os lábios quase a se tocar, mas evitando o contato no último instante. Quase que em tom de negativa, mas que acompanhados do olhar mostrem que se trata de um “talvez”.

Mordidas de lábios, mãos que puxam delicadamente, mas firme. Sem forçar, mas deixando clara a intenção.

Ambos envolvidos em um jogo. Ambos cedendo. Ambos conquistando.

Um jogo sem perdedores. Um jogo em parceria.

Sem pensar no que nos cerca. Sem pensar em quem pode estar olhando.

Um beijo que acontece quando praticamente já se pode sentir os lábios um do outro. Beijo que começa lento, tímido de certa forma. Conhecendo e desvendando. Mas aos poucos as amarras começam a se solta.

O beijo se torna mais quente. As mãos envolvem um ao outro. O contato se torna cada vez mais necessário.

Desejos despertam. Vontades afloram.

Calor tomando conta. O ar começando a faltar, a respiração mais difícil.

Mas o beijo tão gostoso, tão intenso, que nenhum dos dois pensa em largar. Pensa em parar.

Quando o beijo termina, os olhares se cruzam. Nenhuma palavra é dita. Nenhuma palavra precisa ser dita.

Apenas a certeza que aquele beijo, que pode nunca mais acontecer ou pode se repetir pelo resto da vida foi único. Foi especial.....

2 comentários:

... My Soul disse...

conheço um beijo assim. que vc também conhece. acho que precisamos repetir a dose mais vezes... 'até o sapato pedir pra parar'. te amo mais o que imaginava ser possível. cuida de você pra mim...

Davilene De Jesus Pereira Ambros disse...

Será que os nossos BJS foram assim? Saudades!

Postagens populares