segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Deixando o corpo falar

Olhares que se encontram de relance. Olhares que se se procuram.

Entrega, intimidade, intensidade.

Lábios levemente úmidos. Respiração presa, ligeiramente ofegante.

Toques, leves carícias. Envoltos em um mundo próprio.

Ignorando o mundo ao redor. 

Dedos que se entrelaçam. Mãos que acariciam levemente. Sem pressa, de forma natural.

Toques no rosto, minha mão na sua cintura. 

Lábios aproximando-se um do outro. Procurando o contato, mas ao mesmo tempo valorizando este jogo de sedução.

Nenhuma palavra é dita. Nenhuma atitude censurada.

Apenas a sensação de estar fazendo o que um autoriza o outro. De forma suave, testando, por assim dizer os limites.

Descobrindo até onde é possível ir, deixando que os corpos reajam e expressem tudo que for necessário.....

Nenhum comentário:

Postagens populares