terça-feira, 5 de maio de 2015

Gostar por completo

Vendo um filme de romance, daqueles que você sabe o final assim que o filme começa, parei novamente para pensar em pessoas que em envolvi amorosamente falando, desde namoradas até ficantes. Percebi que apesar do interesse físico, eu me apego muito a energia da pessoa, ao que ela é ou passa por completo, além da aparência externa. Meus relacionamentos não são sinal de status para serem ostentados. Já tive mulheres que não são padrão de beleza para muitos. Já saí com mulheres sensacionais, que muitos desejam. Algumas que acabaram sendo de "conhecimento público", outras restritas apenas a quem realmente precisava saber. Ser julgado pelas minhas escolhas em termos de mulheres. Sei bem que isso é natural. Pessoas gostam de cuidar da vida alheia, comentar. Que acreditam que uma escolha seja meu padrão, em todos os casos. Que definem meu padrão de ação por conta de uma fase que eu esteja passando (algo que passei solteiro, algo que passei namorando). Não tenho pretensão de mudar as pessoas, o que elas pensam. Apenas espero que a pessoa por qual exista um interesse mútuo me deixe conhecê-la por completo, me conheça por completo e possamos permitir a ambos análises e julgamentos baseados no que os dois são, por completo. Indo muito mais além do que a aparência física e os comentários alheios. Utopia? Não acho. Já tive no passado e com certeza sei que no futuro isto também irá ocorrer.

Nenhum comentário:

Postagens populares