quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Perto do limite

Teu olhar fixo ao meu. Aproximando-se lentamente.

O sorriso tomando conta de um rosto que acho lindo.

Mãos que se entrelaçam no meu pescoço e os lábios próximos.

Corpos colados. A excitação do meu corpo ao teu contato. Você sente e antes que me afaste, você me puxa para perto de ti.

Sabe que te quero. Que meu corpo responde. E você gosta disso, quer.

Sorriso agora mais malicioso, mordendo de leve os lábios.

Seu corpo denunciando o seu desejo.

Jogar você na cama e arrancar tua roupa, deixando as peças espalhadas pelo quarto.

Ter as minhas peças arrancadas, com direito a mordidas, arranhões de suas unhas.

Ambos apenas com peças íntimas. Olhando um para outro por momentos. Analisando o corpo um do outro. E adorando o que é possível ver.

Bocas desesperadas por mais beijos. Beijos fortes, sugando os lábios um do outro. Parando por segundos apenas para recuperar o ar.

Mãos acariciando cada pedaço do corpo. Sentindo suas curvas, apertando teu corpo.

Sim. Te quero
Sim. Te desejo.

Reações, sensações, vontades. Querendo que o desejo chegue em seu limite. Que o tesão de ambos seja imensurável.

Que o simples olhar seja capaz de proporcionar todas as sensações vindo a tona com a lembrança de momentos a dois.

Querendo te dar prazer em sua plenitude. Até o ponto onde você esteja tão sensível que precise de um tempo para se recuperar. Para deitar no meu colo e relaxar por instantes que seja.

Procurar o limite do prazer mútuo. A intensidade de estar com alguém com a mesma sintonia. Procurar um limite, mas nunca o alcançar;

Deixar sempre a sensação de "querer mais". De que ainda falta um passo.

Para que a vontade de repetir seja sempre aumentada, alimentada.

Se torne nosso vício....

Nenhum comentário:

Postagens populares