terça-feira, 8 de abril de 2014

Cuidando de mim

Já abdiquei de muitas coisas por pessoas que gostava.

Dar atenção, estar a disposição para todos os momentos. Escutar e ler desabafos, problemas.

Sempre de bom grado, sem pensar ou pedir nada em troca.

É meu jeito, sempre foi.

Quantas vezes não sofri sozinho. Me fechar no meu quarto, deixar emoção fluir, sentir as lágrimas caindo sem restrição, sem incomodar ninguém.

Fingindo perante a sociedade que tudo está bem, mas internamente escondendo mágoas e frustrações.

Não vou me negar a ajudar quem eu acho que merece minha preocupação, meu carinho. Mas também não sou de ferro e não vou me preocupar com quem me critica, com quem me julga. Com pessoas que não me valorizam, que não me tratam como eu acho que mereço.

Sou ligado a sentimentos, óbvio. Mando neles? Não, mas com o tempo é possível evitar situações onde sei que só vão me causar sofrimento.

Afastar pessoas que me causam problemas, que me causam dor. Mesmo que em alguns momentos estas pessoas se mostrem especiais, cuidem de mim.

Tudo que ando fazendo desde o fim do ano até agora é pensando nisso. Em cuidar um pouco mais de mim. Em me sentir melhor. Seja na parte física, seja na parte emotiva.

Cuidando do meu corpo, da minha mente. Do meu coração, da minha alma.....

Nenhum comentário:

Postagens populares