sábado, 11 de janeiro de 2014

Fazer guerra para conseguir a paz

Já passei por relações familiares e amorosas em clima totalmente Zen, tranquilas.

Destaco principalmente uma relação amorosa onde desde o começo foi acordado que evitaríamos brigas por motivos bestas e confesso que apesar do pouco tempo foi uma experiência sensacional.

Motivos para briguinhas rolaram em poucos meses de convivência, mas ambos tentaram cumprir o combinado.

Mas nem tudo é um mar de rosas. Em alguns momentos precisamos expor nossos pensamentos, defender nossas convicções, corrigir o que achamos estar errado.

Não se trata de brigar por qualquer motivo, mas de entrar em discussões ou procurar a "guerra". Conflito, clima ruim, desagradar pessoas, mas saber que isto é focado em uma paz verdadeira, em uma tranquilidade.

Evitar o conflito muitas vezes é ter uma falsa impressão de paz e cordialidade e os problemas apenas acumulando, ficando "embaixo dos tapetes" até o momento em que a situação fica insustentável e ao invés de resolver pequenos problemas individualmente acabamos resolvendo tudo de uma vez só e neste ponto a briga tende a ser mais feia.

Estou aprendendo de alguns anos para cá a dizer não, a "procurar" o conflito e resolver a situação. E confesso que os resultados aos poucos estão aparecendo, mas não é nada fácil....

Nenhum comentário:

Postagens populares