segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Entrega

Música nova, com batida envolvente, cadenciada. Para sentir, para curtir.

Parado na pista, sem lentes de contato e com a iluminação mais escura. Sem enxergar direito, mas sem precisar.

Uma mão envolve a minha delicadamente, me puxando para a pista.

Não consigo identificar quem é a pessoa. Apenas sinto seu contato, a forma como o corpo encaixa ao meu.

Passos? Movimentos elaborados? Para que? Uma energia tão gostosa, a dama querendo curtir a música e viajar comigo. Numa viagem em que eu já estava sozinho.

Não, apenas passos básicos, apenas o contato. Curtindo cada segundo da música que penetra nos ouvidos e toca no coração. Toca na alma.

Olhos fechados em alguns momentos, com a viagem ficando cada vez mais intensa. E sem olhar, saber que a pessoa está nesta mesma viagem.

A música parece não ter fim. E a sensação é ótima. A vontade é que esta música toque por horas e horas.

A vontade é que esta sensação não acabe.

Ambos entregues. Sem julgar, sem pensar. Sem interpretar sensações ou movimentos. Toques ou carinhos.

Livres de amarras, livres de pensamentos. Apenas sentindo a música, a melodia e o parceiro.

Praticamente a dança perfeita. Não porque ela seja "show", chame atenção do público. Mas sim porque esta dança nos envolve de uma forma onde sejamos apenas um, com a música envolvendo e ligando não apenas nossos corpos, mas nossos corações. Nossas almas...

Postagens populares