domingo, 5 de janeiro de 2014

Deixando de ser mais uma

O lugar é comum, várias pessoas te conhecem. Você conhece várias pessoas.

Está em casa, está a vontade. Não precisa mostrar nada para ninguém, não precisa provar nada para ninguém.

Muda sua produção, escolhe uma roupa que gosta. Nada demais, mas a roupa lhe cai bem. Você se olha no espelho e sente isso. Sua auto-estima lá em cima.

Várias outras mulheres aparecem no mesmo ambiente com roupas mais leves e folgadas, mais a vontade e passam despercebidas. Outras exageram e mostram até mais do que necessário. São notadas, é verdade. Mas algumas recebem comentários debochados, em claras críticas, enquanto alguns comentários são direcionados em tom mais machista, com clara conotação sexual.

Fecha os olhos por alguns segundos e consegue se ver novamente no espelho e sorri. Satisfeita por estar bem consigo mesma e não estar recebendo nenhum destes comentários.

As horas passam, você se diverte , aproveita a noite ao lado dos amigos e emana uma energia só sua.

Em determinado momento recebe um comentário que poderia ser considerado ofensivo, mas da forma como ele é direcionado, demonstra uma sinceridade e um tom sem malícia.

As palavras escolhidas e o tom que você as escuta mostra que o elogio veio com respeito a sua pessoa.

Um elogio inesperado. De alguém que você não esperava.

Ser notada por alguém que você julgava nunca ter te notado antes. E disfarçando a timidez, sente que naquele momento não é apenas mais uma entre tantas....

Postagens populares