terça-feira, 12 de julho de 2016

A intimidade das pequenas ações

Gosto da intimidade de pequenas ações que para muitos são banais, rotineiras, justamente pela "bagunça" que vivemos no dia a dia.

Sexo se tornou algo tão fácil e normal que faz com que pequenas coisas deixem de ter seu devido valor.

Adoro a sensação de estar andando de mãos dadas com alguém de quem gosto. Daquele abraço gostoso. De encaixar de forma natural, procurando o contato um do outro. Simplesmente para estar perto.

De sorrir e receber um sorriso de volta. Seja por encontrar, seja por re-encontrar. Seja por uma brincadeira boba, mas que pareça perfeita para ambos.

Da troca de olhares. Dizer mil coisas sem dizer ao menos uma só palavra.

De mostrar que estou com saudades, com pequenas lembranças, usando as ferramentas a mão. Sem medo do que a pessoa vai pensar , de como vai reagir. E receber as mesmas lembranças, a mesma vontade do outro lado. Sem julgamentos, sem medo de esconder sentimentos.

E claro, adoro a intimidade que só um beijo pode proporcionar. Beijo de verdade quero dizer. E nisso não valo sobre a intensidade, já que ele pode ser apenas um leve roçar de lábios como ser aquele beijo do qual não queremos escapar.

Estou me referindo ao que vem neste "pacote". O beijo em quem gostamos. O beijo de alguém que não é apenas mais uma pessoa em nossa vida. O beijo que tem sentimento. Aquele beijo que te faz sorrir. Aquele beijo que te faz querer acabar com o fôlego. O beijo que fica gravado na mente, esperando ansiosamente por ser sentido novamente.....

Nenhum comentário:

Postagens populares