quinta-feira, 15 de novembro de 2012

4 minutos


Mãos dadas. Postura pronta para iniciar a dança.

Movimentos tímidos, corpos travados. Conhecendo o estilo um do outro.

A batida começa a aparecer e os corpos vão relaxando na mesma medida.

A timidez começa a se esvair. A confiança e respeito fazem com que os corpos se aproximem ainda mais. 

Sem malicia, sem segundas intenções.

A música aumenta. As mãos entrelaçam. Sua mão no meu pescoço. Meu braço te envolvendo firme pela cintura.

O som toma conta dos corpos e os corpos travados começam a se soltar ao ritmo da música. Sorrisos aparecem, olhos se fecham em determinados momentos.

A dança começa a se tornar sensual de uma forma natural, chamando a atenção de quem está por perto.

Não por conta de passos mirabolantes , por conta de algo fora do normal.

Mas apenas pela sensação passada dos dois dançando. De movimentos que acontecem com um encaixe perfeito, como se os dois fossem apenas um só corpo.

A música começa a acalmar e os movimentos entram no mesmo ritmo.

Respiração serena, movimentos suaves.

A música chega ao fim. Troca de olhares, um beijo na mão em agradecimento.

Algo “a mais” vai acontecer? Impossível determinar se uma segunda dança irá acontecer. Quanto mais pensar em outras coisas.

A partir deste ponto, as decisões estão a cargo da dama..........

Postagens populares