sábado, 6 de dezembro de 2014

Página em branco

Cada dia que acordamos é uma página em branco a ser escrita. Uma história a ser criada.

Quantas vezes não assumimos apenas o papel de ator / atriz nesta história? Ou até mesmo de coadjuvante?

O dia passa, ações ocorrem e terminamos o dia sem achar que fizemos algo de útil, arrependidos de termos feito algo ou lamentando não ter feito algo.

É possível controlar tudo que acontece ao longo do dia?Óbvio que não.

Mas, que tal mudar isso, começando por um dia que seja? Assumir o papel de roteirista e diretor?

Decidir as ações a serem tomadas, os caminhos a serem escolhidos.

Se por acaso algo não for exatamente como pensamos, imaginamos ou desejamos, pense nisto como um "improviso".

Tente isso. Um dia que seja.  Começando por pensar até mesmo no horário que vai acordar e depois "dirigindo" o dia.

Veja o que acontece. Veja se o filme ou a história lhe agrada. Se não agradar, mude roteiro e atores.

Pode ser que você ache a tentativa válida.

Nenhum comentário:

Postagens populares