quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Hipnose

Uma festa qualquer. O lugar não importa.

Estou ali, curtindo e trabalhando, sossegado, em paz.

E aí esta pessoa aparece. A princípio sem ser muito notada. Ela é uma mulher bonita, charmosa, como tantas outras que estão no mesmo ambiente.

Bem vestida. Nada exagerada, nada vulgar ou extremamente chamativa.

Mas eis que ela começa a dançar e com poucos movimentos começa a mostrar uma leveza e uma sensualidade que aos poucos vai chamando a atenção de todos no lugar.

Serena, tranquila. Em paz. Ela está em seu momento, Sem se importar com o que estão pensando, em julgamentos.

A música parece não acabar, ajudando a eternizar tal momento.

Em determinado movimento de giro ela repara em todos os olhares. E sorri.

A música chega ao seu final. Ela se afasta da pista lentamente, da mesma forma que chegou. Agora sua presença é seguida, mas ela parece não se importar.

Com exceção apenas de um olhar focado em uma pessoa em especial. O olhar, seguido apenas de um leve sorriso.

Ao sair da pista, demora um tempo até que todos saiam do transe. E ao olhar em volta, parece que está mulher não está mais presente, parece até que não existiu.

Exceto para aquele que recebeu o sorriso. Exceto para aquela pessoa que ela queria a atenção. Exceto para o homem que ela escolheu, dentre tantos que ela poderia conquistar.......

Nenhum comentário:

Postagens populares