quinta-feira, 5 de julho de 2012

Corinthiano vive de Corinthians


O amor que nos une pelo Corinthians é inexplicável. Quando falamos que não vivemos de títulos não é demagogia.

Isto não muda por conta do título conquistado.

Confesso que sofri ao longo da competição. Aquele lance do Diego Souza, levar o gol do Neymar ou o gol na Bombonera, para citar três lances marcantes.

Acompanhei estes jogos com atenção, sofrendo, torcendo. Não pela competição, mas pelo sofrimento de um jogo complicado como já aconteceram em outros jogos que acompanhei do meu clube.

E a cada passo eu ficava feliz pela vitória, por um bom resultado, mas não pensava no título em si.

Depois do segundo gol do Sheik a sensação maior que tive foi de alivio. Alivio por saber que as piadas sobre nunca conquistar esta competição acabaram.

Mas não tive vontade de ligar para os torcedores de outros times, de mandar mensagens ou mesmo gritar “chupa”.

Não vi necessidade. Não era uma situação onde eu precisava defender um amor.

Porque é assim que nós somos. Apaixonados, ou melhor dizendo, amamos este clube, esta camisa.

E quando você ama não precisa de motivos.

Hoje é com orgulho que uso o manto sagrado. Da mesma forma que usei com orgulho em cada conquista. 

Mas também usei no aniversário do clube e quando foi rebaixado. Porque este amor não é para ser escondido, não é para ter vergonha.

É gostoso ganhar dos rivais. Como também dói perder.

Nossa força só existe por conta de vocês, rivais. Sem vocês, nossa própria história teria menos brilho.

Rivalidade esta que faz com que torcemos contra sim. Falamos dos “antis” nesta Libertadores, mas em vários momentos desejávamos o azar dos nossos rivais regionais apenas para poder tirar sarro.

Mas nossa força também vem de uma afinidade que faz com que estranhos se tornem amigos na comemoração ou companheiros para consolar nas decepções.

Amo meu time. De corpo e alma. Sei que não o único. E sei que que muitos de vocês, que torcem por outros times se identificam com este texto, com as devidas adaptações.

Porque acima de tudo, vem o amor pelo clube e o respeito pelos nossos adversários e rivais.

E fecho este texto com uma frase curta, mas que significa muito para nós, corinthianos

#VaiCorinthians

Nenhum comentário:

Postagens populares