quinta-feira, 8 de abril de 2010

Sonho.

A sintonia que a música proporciona. Dançar como se nada mais importasse. A sensação de bem estar sentida poucas vezes.

Depois dessa dança não consigo te achar mais na noite. Até tento dançar com outras pessoas, mas não é a mesma coisa.

Me afasto da agitação. O lugar não me é familiar, mas é extremamente acolhedor.

Uma noite com céu limpo, um clima gostoso, num lugar aberto. Este cenário me faz desligar por alguns instantes. Nessa "viagem" não sinto tua presença. Você se aproxima, com um sorriso no rosto e perguntando o que estou fazendo sozinho.

Respondo que apenas estou curtindo esse sentimento de calma que o ambiente propicia. Mas no momento em que olha nos meus olhos parece que não existe mais nada ali, a não ser você. Segura na minha mão e sua expressão como um todo muda.

O olhar, os lábios, até mesmo seu corpo expressam uma vontade que não sei definir.
A sensação de não estar no controle da situação não é usual e você parece gostar disso, da sensação de me dominar.

Aproxima-se de mim,o olhar fixo, seu cheiro se fazendo mais presente, o calor do teu corpo, seus lábios se aproximando dos meus e eu , tentando absorver e processar essa quantidade de informações, de sensações.

Sente essa minha preocupação e novamente dona da situação, manda que eu "desligue" meus pensamentos. Logo em seguida, o beijo roubado..

Rápido, suave e delicado, apenas o toque dos lábios no tempo suficiente para que eu sinta o doce sabor da tua boca.

Ameaço avançar em busca de mais beijos, beijos esses que me são negados.

Volta a sorrir e apenas diz que o beijo foi um agradecimento pela dança.

"Se dançar mais músicas, ganharei mais beijos?" - Te pergunto, tentando voltar a assumir a postura de controle da situação, mas você apenas responde com um "Talvez", voltando-se para a multidão e eu me pego curtindo novamente o cenário e lembrando do toque dos seus lábios e com esperança de senti-los novamente......

Nenhum comentário:

Postagens populares