domingo, 29 de dezembro de 2013

Calor, das mais variadas formas

Se não bastassem os dias quentes, agora sou obrigado a conviver com noites quentes e abafadas.

O corpo quente que pede a todo momento por algo gelado.

Mas aí você aparece. Sem mostrar nada que seja aparente ao público em geral.

Comportada? Sim, o calor pede roupas mais curtas e você não exagera, usa uma roupa mais a vontade, que valoriza seu corpo. Deixa transparecer detalhes que reparo.

Perco a atenção do que estou fazendo ao olhar. Ao deixar a imaginação fluir, pensando no que ainda está oculto pelas roupas.

A imaginação fértil avança na mesma forma que você, inconsciente ou consciente, me dá mais elementos para visualizar, imaginar.

Elementos que poucos têm acesso, mas suficiente para gerar os mais diversos pensamentos, para mexer com uma imaginação que já é fértil.

E aí um banho gelado, com a água fria molhando meu corpo e deixando que seque de forma natural se faz mais que necessário para tentar algo impossível, que é tirar esta visão da minha mente...

Nenhum comentário:

Postagens populares